Município de Sines e COMSINES promovem encontro no âmbito das Jornadas Europeias do Património

23/09/2022

Município de Sines e COMSINES promovem encontro no âmbito das Jornadas Europeias do Património

O papel ativo da comunidade de Sines e do património no processo de construção de um futuro mais sustentável e resiliente estiveram em foco no debate promovido pela Câmara Municipal de Sines (CMS) e pela associação COMSINES – Conselho das Comunidades de Sines no dia 23 de setembro, no âmbito das Jornadas Europeias do Património 2022, subordinadas ao tema 'Património Sustentável'.


No encontro, que decorreu ao longo de todo o dia no Centro de Artes de Sines (CAS) e contou com um elevado número de participantes, foram expostas as novas iniciativas de registo de múltiplos patrimónios em curso, desde o património imóvel ao património móvel.


Na abertura desta jornada em Sines, deu início à sessão a Dr.ª Filipa Faria, Vereadora da CMS, seguida do Eng.º Ricardo Alvim, Presidente da Direção da COMSINES.


Como primeiro orador participou o Arquiteto Ricardo Pereira, responsável pelo Museu de Sines, com uma intervenção sob o tema "Algumas lições do passado para um futuro mais sustentável". Seguiu-se a Dr.ª Sandra Patricio, , coordenadora do Grupo de Trabalho Património e Cultura da COMSINES e responsável pelo Arquivo do município, que partilhou ‘O Inventário do Património Industrial de Sines’ e as ações em curso, uma iniciativa da COMSINES.


O debate contou com a participação da Dr.ª Sónia Bombico, da Universidade de Évora, que apresentou o projeto “Um Mergulho na História... no Mar de Sines, e dos Eng.ºs Alberto Lago da Silva e Tiago do Pereiro da empresa Era Arqueologia, que apresentaram o “Projecto Odyssey: um importante contributo para deteção remota e património sustentável”.


Após o debate, os participantes no encontro visitaram as Fábricas Romanas, o Museu de Sines, e a mostra documental ‘‘As várias vidas económicas de Sines através dos documentos”, do Arquivo Municipal e ainda, por último a exposição Luzes Distantes, de Nuno Cera, patente no Centro de Artes de Sines.


A ideia base da iniciativa foi promover o acesso ao património, convidando a comunidade Sineense à participação ativa na descoberta de uma herança cultural comum, procurando o envolvimento dos seus cidadãos com o valor do seu património cultural.


Um dos grandes objetivos do debate passou por expor a atualidade com que nos deparamos e com os múltiplos desafios das alterações climáticas e reforçar a diversidade e a sua importância como parte da memória e identidade locais, bem como a possibilidade da sua sustentabilidade e reutilização cultural: desde o uso primário industrial, administrativo ou económico, ao uso cultural.


A COMSINES mantém como um dos seus eixos principais, dar a conhecer e preservar, na medida do possível, o património do concelho de Sines.