Fundação Galp apoia Associação de Surdos-Mudos de São Miguel em nova edição do Festival Tremor

08/06/2021

Fundação Galp apoia Associação de Surdos-Mudos de São Miguel em nova edição do Festival Tremor

A Fundação Galp vai voltar a fazer da inclusão social a ‘cabeça de cartaz’ na sua participação na próxima edição do Festival Tremor, agendado para os dias 7 a 11 de setembro na ilha de São Miguel, nos Açores.


Em parceria com a onda amarela, a Fundação Galp vai apoiar e dinamizar no dia 10 de setembro, em Vila Franco do Campo, um concerto especial e inédito, que contará com a participação da Associação de Surdos-Mudos de São Miguel e da Escola de Música de Rabo de Peixe.


Tendo como base a energia que emana da música, este projeto artístico procura repetir o sucesso da iniciativa concretizada há dois anos pela Fundação Galp neste mesmo festival. O objetivo é promover a inclusão social através da relação dos participantes com o som, o espaço e todo o contexto envolvente de um concerto.


Com um vasto histórico de projetos educativos, de promoção da sustentabilidade ambiental e de apoio à emergência social em todas as geografias onde a Galp tem atividade, a Fundação Galp tem também na inclusão social um dos principais vetores da sua ação e impacto na sociedade.


Foi nesse contexto que a Fundação Galp abraçou a causa da Associação de Surdos da Ilha de São Miguel, uma entidade que tem como missão desenvolver e criar estruturas de apoio ao cidadão surdo, garantindo a sua autonomia, individualidade, os seus direitos e a resposta às suas necessidades, atuando de forma integrada sobre fatores de exclusão social e encorajando o exercício de uma cidadania ativa.


O envolvimento no Festival Tremor e a cooperação com a Fundação Galp para o desenvolvimento deste concerto especial permite não só potenciar a inclusão social em projetos culturais, recreativos e artísticos, mas também sensibilizar a opinião pública e os media para a problemática da surdez em todas as vertentes sociais.


A edição de 2021 do Festival Tremor terá um cartaz composto por 27 artistas. Angelica Salvi, Clã, Conferência Inferno, Dirty Coal Train, Lena D'Água, Samuel Martins Coelho e Sensible Soccers compõem a comitiva nacional do festival, que trará ainda aos Açores as atuações de Casper Clausen, Ferro Gaita, Kelman Duran, Ko Shin Moon, MadMadMad, Vanishing Twin e Warmduscher.


Para mais informações sobre o Festival Tremor consulte o site oficial do evento (www.tremor-pdl.com).