A Repsol torna-se acionista da Acteco e reforça compromisso com a economia circular

14/10/2022

A Repsol torna-se acionista da Acteco e reforça compromisso com a economia circular

A Repsol dá mais um passo no seu compromisso estratégico com a economia circular, tornando-se acionista de referência da empresa espanhola Acteco, especializada na recolha, gestão, reciclagem e recuperação de resíduos em Espanha, após ter adquirido uma participação de 27%.


Com esta operação, a Repsol assegura o seu acesso a resíduos plásticos de qualidade para continuar a desenvolver ferramentas de economia circular que colocam novos materiais sustentáveis no mercado pertencentes à gama Repsol Reciclex® e satisfazendo, assim, a procura crescente e o seu compromisso de sustentabilidade assumidos com os seus Clientes.


Com a entrada da Repsol, a Acteco duplicará a sua capacidade de reciclagem de plástico no prazo de cinco anos. A economia circular é um dos principais eixos de transformação da Repsol para atingir emissões líquidas zero até 2050. Neste processo, a empresa tem vindo a desenvolver os seus complexos industriais, de modo a fabricar produtos essenciais para a sociedade, com uma pegada de carbono baixa ou nula. Alguns exemplos são o fabrico de combustíveis renováveis a partir de resíduos ou a produção de de polímeros 100% circulares.


A Repsol e a Acteco têm colaborado desde 2018 para promover novos modelos de economia circular, através da recuperação de polímeros após a sua vida útil e a sua reincorporação em novos produtos de alto valor acrescentado em setores como o automóvel, saúde, construção, e infraestruturas ou embalagens. Além disso, em 2020, a Repsol e a Acteco lançaram um projeto conjunto para aumentar a capacidade da fábrica de produção de material reciclado que a Acteco possui em Ibi, Alicante (Espanha).


Segundo Jaime Martín Juez, diretor executivo de Refinação e Química da Repsol: "Este novo passo na colaboração entre as duas empresas representa um impulso essencial para alcançar o objetivo da Repsol de reciclar o equivalente a 20% da sua produção de poliolefinas até 2030"


Juan Manuel Erum e Jorge Ramis, sócios fundadores da Acteco, declararam: "Temos o prazer de acolher a Repsol como parceiro e como membro do Conselho de Administração da nossa empresa. A Repsol é um fornecedor global de multienergia que contribuirá para acelerar a nossa atividade com novos materiais e novos mercados. Além disso, o investimento da Repsol no capital social da Acteco reforça a nossa posição como líderes no setor da reciclagem de plásticos e na construção de uma economia."